July 30, 2016

Lyrics

E agora eu estou escutando De
Bussy, que me lembra de Hayao Miyazaki, a Viagem de Chihiro, que me lembra de um tempo em que eu me emocionava assistindo filmes.
Hoje minha cabeça anda muito presa, em questionamentos sobre a veracidade dos meus sentimentos, e relacionamentos, rotas de transporte público, e críticas de filmes com que eu não me importo.
Sinto falta de sentir sem compreender, e ontem eu sonhei com a lua e o sol pareados no céu da noite, e com meu pai.
Nesse sonho o sol e a lua se encontraram, e algo começou a cair do céu.
Eu fechei os olhos e escutei as coisas evaporarem ao meu redor.
Acordei com o coração acelerado e dormi de novo, pensando que talvez estivessse tudo errado.

Eu escuto dezembro chegar e não consigo dormir
Não vou me machucar

Não tenho tido tempo de escrever as minhas músicas.
Mas mesmo assim eu passo as madrugadas, com papel e uma caneta na mão.
Eu não tenho tido tempo de agradecer pelas pessoas que eu amo.
Me sinto tão distante, e isso tem me comido vivo atualmente.
Não sei o que eu posso fazer, as pessoas vão escapando das minhas mãos.
Todo mês a mesma coisa, existe um limite pra tudo.
De noite relendo as mensanges com a mulher que eu amava, quando fomos amigos, quando ela ainda não tinha ido para a Dinamarca.
Eu fui tão possessivo, eu fui tão rancoroso.
Não consegui comer, ou dormir, mas sonhava o tempo.
Quando você vê a mulher que você ama beijando outra pessoa.

Existe vozes e vozes
todos estão indo para uma festa
mas eu preciso descansar
vou fazer um esforço pra não me masturbar
resolver tudo que eu preciso adiantar
fazer duas faculdades as vezes é uma loucura
no ano de 1895 foi filmada a chegada de um trem na estação
imagine todas as pessoas se assustando
quando trem passava na projeção
ultimamente eu tenho pensando tanto na morte
eu nem consigo conceber que horas são

Meu ofício é escrever músicas, e isso vai me acompanhar até o dia em que me coração parar.
E eu não sei fazer mais nada, e isso vai me acompanhar até o dia em que meu coração parar, provavelmente ao cinquenta anos de idade.
Ou pelo menos é o que o meu médico diz ser.
E será que eu vou ter uma família pra me ver morrer?
Será que vou ter amigos pra entristecer?
Dentro de qual caixão será que vou apodrecer?

Show moreShow less