- O Fim

Report copyright infringement
December 23, 2015

Lyrics

Final concreto
Tudo em aberto
Futuro na mão
Já estou tão perto
Depois do deserto
Quantas bocas cantarão
Quando eu estou fora
Toda a gente me adora
Nunca durmo no chão
Braguesa também chora
Fiz dela a minha kora
É a globalização

Já bati com a porta na canela
De uma maria-rapaz
Atirei-lhe as tranças pela janela
Já nem ela quer voltar atrás

Saltar da ponta
Já nem conta
Toda a gente o fez
Estás toda tonta
Bom touro não se monta
Falando em português
Sinais com fumo
Amassos no consumo
Talento e timidez
Canções sem rumo
É desta que eu me assumo
Fica tudo para vocês

Se eu casar com ela
nada tens com isso
Mudo para a favela
assino o compromisso
Fica a cabidela
com as cordas do chouriço
Vida toda bela
fazemos pouco lixo
Corta na novela
para não criar mais bicho
Se o amor te apela
dá-lhe de exercício
Parte uma costela
para o osso ficar maciço
Mais uma ramela
é lá tensão para rebuliço

Show moreShow less