November 12, 2015

Lyrics

Ouve esta história que te vou contar
Não é cor de rosa nem é de embalar
É sobre um jovem príncipe herdeiro
Que chocou o reino inteiro
Com negros feitos de arrepiar

Começa quando, por divino querer
Ao dar à luz, morreu sua mulher
E como que a fugir da dor
O príncipe encontrou um novo amor
Numa aia linda de morrer

Mas o rei, sem coração, não viu
Esta paixão com bom olhar "meu filho"
Ele diz: "ela vem de outro país
E a sua família anseia ter o punho em cima do trono.
Esse amor tem de acabar!"

Disfarçadas as juras, o jovem mentiu
E as escondidas, o amor floresceu
E os anos passam sem sarilhos
Já casados e com filhos
Felizes como nunca se viu

Numa noite de janeiro, fora a aia num passeio
A sós com o luar, e apareceram de repente
Uns patifes pela frente, esses cães sem alma nem lei
Vinham a mando do rei
Para a vida lhe roubar

E ela em vão suplicou
E de joelhos chorou a alma
Enquanto a faca se ergueu
Indefesa e amarrada
Viu jorrar pra calçada o sangue
E depois adormeceu
Murmurando "príncipe meu"

O pobre jovem ficou louco de dor
Pintou de ódio quem lhe tinha de amor
E em fúria sai para matar o pai
Só a mãe o fez parar

Tornou-se rei e a primeira coisa a fazer
Caçar os pulhas que a viram morrer
Arrancou-lhes o coração sem dó nem perdão
Enquanto estava a jantar

Sem conseguir esquecer-se dela e do amor que lhe tinha
Desenterrou-a e coroou-a rainha
E sob pena de morte, obrigou toda a corte
A sua fria e pobre mão, beijar!

Se o teu coração, um dia alguém roubar
E tudo pareça demais para aguentar
Relembra que houve, certa vez
A triste história de Pedro e Inês
Que os livros se esqueceram de contar

Show moreShow less