November 12, 2015

Lyrics

Amanhã me empresta tuas armas
Me deixa alcançar tuas sombras
Me cobre nas nuvens, antes claras
Do teu blazer de lã
Me encosta na parede
E arranca da barba mal feita de nós
Essa máscara toda sangue, sorrisos e mentiras
Talvez eu só queira abraçar o sincero de nós dois
O secreto sincero de nós
Mas desisto...

Hoje eu te vi
Hoje sim, de verdade
Tu que não te escondes
Mesmo quando dois canhões
Iluminam teu semblante
Sonhando com luz
Emprestando-te carisma
O resto deixa quieto
São as marcas que deixastes no meu peito
E uma leve bruma que paira pelos céus
Pelos bares
Pela chuva que cai
Adeus noite
Mágoa
Adeus

Show moreShow less